segunda-feira, 10 de março de 2014

Descobrir


Observar uma criança descobrir o mundo é a coisa mais fascinante! A felicidade com as pequenas descobertas e grandes conquistas ensinam o quanto as vezes levamos a vida muito a serio ou com tamanha ansiedade que chega a atropelar tudo e à todos.

Minha Maria esta na fase de dar os primeiro passos e ao observar sua aventura, pude viajar um pouco e associar com a maneira como conduzimos nossa vida. Pensei o quanto muitas vezes somos ansiosos, apressando os fatos e desejando que as coisas rapidamente aconteçam.

Nesta aventura da Maria, é possível notar aqueles que se espantam com o fato dela ainda não andar, haja vista que já tem um ano - rsrrsrsrsrsrs. Porém o mais incrível nisto tudo, é o quanto ela está indiferente a esta pressão e nós (eu e meu marido) respeitando este momento, damos todo o suporte necessário que uma criança nesta idade necessidade: SEGURANÇA e AMOR. Fatores importantíssimos para que cresça e torne-se uma adulta confiante nos passos firmes que dará pela vida.

Desta forma, aprendo mais uma vez que o respeito com o tempo de cada um é fundamental, poderia muito bem criar as mais variadas maneiras e até mesmo "obriga-la" a andar, porém existe algo muito mais importante: o processo.  A nós pais, compete somente estar por perto e dar o suporte necessário para que esta aventura seja incrível e registrada positivamente em sua vida.

Penso que em todas as situações do cotidiano temos algo para aprender... as vezes conseguimos e não há necessidade de revisar a matéria, em outros momentos não... assim é a vida...

Até a próxima....


Sabe aquele livro que conversa diretamente com suas angustias e questionamentos sobre a vida e as relações humanas? Pois bem, apresento à vocês minha mais recente admiração: Lya Luft! Uma autora que escreve sobre as angustias do dia a dia, ora de maneira suave e com intensa alegria e ora de forma densa com o peso que as vezes a vida tem...

Dentre tantas coisas, ressalta a importância e a ausência de uma escuta e fala carinhosa... diz que não sabemos nos comunicar... e desde que minha pequena chegou a este mundo, parei para refletir sobre este assunto e conclui o mesmo que Lya: não somos afetuosos em nossas falas!! A grande maioria das pessoas sentem-se ofendidas com o silencio do outro ou utiliza da entonação diferenciada da voz para fazer-se ouvir.

Busquei a partir desta constatação que aflorou ainda mais com este livro, observar mais minhas relações e tentar estabelecer diálogos de afeto e quando não era possível utilizar do silencio como instrumento e assim preservar o que penso ser fundamental em uma relação: RESPEITO. Conclui que onde ele reside, não há espaço para grosserias - vindo estas disfarçadas nas mais diversas formas - e que portanto caberia a mim querer ou não alimentar este ciclo...

Apresento uma leitura, para aqueles que estão em busca de refletir e transformar sua maneira de olhar a vida e as relações que aqui estabelecemos...

Fica a dica...

até a proxima

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

METAMORFOSE



"Prefiro ser essa metamorfose ambulante... do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo" 


Recentemente assisti a um documentário em que Mário Sérgio Cortella refletia sobre a mudança. Pontuava o quanto incomodava quando encontrava alguém que não via há muito tempo e esta pessoa dizia que ele não havia mudado, continuava o mesmo. 

Esta fala, fez-me pensar que havia bons motivos para este incômodo, afinal continuar o mesmo era sinal de estagnação na vida. Raul Seixas em 1973 já cantava sabiamente que a metamorfose é sempre o melhor caminho. Ouso dizer que é o mais saudável pois se continuarmos com as mesmas opiniões, sendo os mesmos em um mundo em que constantemente apresenta mudanças, alguma coisa certamente dará errado.

Convém lembrar que a própria vida é movimento, não somos os mesmos que ontem, que há 10 minutos atras, mudanças no corpo, nas sinapses acontecem a todo momento...Contudo é interessante perceber o quanto a maioria das pessoas - e me incluo neste grupo, apesar de hoje compreender e aceitar melhor este movimento da vida - tem uma certa resistência à isto. 

Há pouco tempo, escutei de alguém bem próximo que havia mudado, estava diferente. Minha primeira reação foi dizer que NÃO, que minhas prioridades haviam mudado, mas eu era a mesma pessoa. 

Pura mentira!!!!! Parei para pensar o quanto esta minha resposta não era verdadeira e confesso que fiquei um tanto incomodada com isto, afinal eu não era a mesma pessoa! Ainda bem!!!! Gilberto Safra, muito sabiamente diz que somos muitos em um. Sendo assim, prefiro ser sim esta metamorfose ambulante e  trazer comigo todos que aqui convivem internamente em meu ser para complementar e transformar toda e qualquer velha opinião sobre tudo.

Assim como a vida é movimento eu também sou, afinal sou vida e não quero adoecer por ficar estagnada. Viva as metamorfoses da vida!!!! 




sábado, 3 de novembro de 2012

Um desabafo interessante

Como todos sabem, este blog é um meio que utilizo para compartilhar idéias, sentimentos e algumas sugestões de trabalho. Recentemente trabalhei com um grupo de alunos um vídeo da atual presidenta, relatando sobre suas experiências na ditadura, perído dificil de nossa história e de pouco conhecimento para a grande maioria.
 
Além do conhecimento histórico, também nos permite refletir que o julgamento é sempre o caminho mais fácil do que buscar a compreensão dos fatos. Existem sempre dois lados da questão, sendo de suma importância treinarmos nossa escuta para assim construirmos NOSSAS impressões sobre os fatos. 
 
Penso ser um vídeo interessante, para conhecimento da nossa história e quem sabe dar uma dimensão política melhor de como a mesma vem sendo constuída em nosso país. Espero que gostem e postem seus comentários.
 
Ah, fica a dica aqui já dada de vistarem também o Museu da Resistência, espaço também dedicado para contar um pouco da história deste período.
Até a próxima,
 
 
video
 
 
 
 
 
 
 
 










 

Fim do mundo??


Ultimamente uma das notícias que mais tem circulado na mídia é o tal do fim do mundo para 22 de dezembro, estas informações estão baseadas em uma profecia Maia...

Resolvi escrever sobre sobre isto, pois se pensarmos bem o mundo que conhecemos acaba todos os dias, o mundo de hoje não é o mesmo de ontem: o clima é outro, as pessoas estão diferentes,eu sou outra pessoa com minhas experiências de ontem acumuladas a de outros dias....

Sendo assim, posso entender que pelo mundo não ser mais o mesmo a profecia esta correta, ele de fato esta acabando, porém tenho a certeza do potencial que existe para o surgimento de um novo mundo, com mais solidariedade, amor, respeito ao próximo, tolerância e tantos outros valores que estão perdidos por aí....

Também penso que a grande questão que deveria nos inquietar não é o que você faria se o mundo fosse acabar, como tantos programas tem feito mas sim: o que temos feito de nossas vidas todos os dias, pois ela muda todo dia,  hora, minuto e segundo...

Gosto desta música do Lenine, mas como uma reflexão diária, pois a cada novo fim do mundo eu tento ser uma pessoa melhor.

Boa música e reflexão.... Bjs no coração e até a próxima




video




O que você faria?
                            Lenine

Meu amor o que você faria?
Se só te restasse um dia
Se O mundo fosse acabar
Me diz o que você faria?

Ia manter sua agenda
de almoço hora apatia
Ou ia esperar os seus amigos
Na sua sala vazia

Meu amor o que você faria?
Se só te restasse um dia
Se O mundo fosse acabar
Me diz o que você faria?

Corria pra um shopping center
Ou para uma academia
Pra se esquecer que não da tempo
Pro tempo que já se perdia

Meu amor o que você faria?
Se só te restasse esse dia
Se O mundo fosse acabar
Me diz o que você faria?

Andava pelado na chuva
Corria no meio da rua
Entrava de roupa no mar
Trepava sem camisinha

Meu amor o que você faria?o que você faria?
Abria a porta do Hospício
Trancava da delegacia
Dinamitava o meu carro
Parava o tráfego e ria

Meu amor o que você faria?
Se só te restasse esse dia
Se O mundo fosse acabar
Me diz o que você faria?

Meu amor o que você faria?
Se só te restasse esse dia
Se O mundo fosse acabar
Me diz o que você faria?

http://www.vagalume.com.br/lenine/o-que-voce-faria.html#ixzz2BAPR2CGk

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Maria Gadú - Anjo de Guarda Noturno



Gosto muito desta música, ainda mais como uma linda oração para todos os dias... Espero que gostem também...


Meu anjo de guarda noturno - interpretação Maria Gadú



Meu anjo de guarda noturno:
Você é quem sabe de tudo.
E quando eu peço proteção
Não é pra fugir do ladrão
Nem pra me esconder na igreja
Eu quero é que Deus nos proteja
Das dores do coração

Meu anjo de luz, que ilumina
Compositor da minha sina
Não deixe que espinhos me ceguem
Guarde meus caminhos que seguem
Os carinhos dessa menina

Meu anjo de luz guardião
Condutor da minha emoção
Ensine o atalho pra ela
E evoque o anjo dela
No toque sutil da canção
No toque sutil do baião

A arte da amizade...



Recentemente tenho pensado muito no significado da palavra amizade... quando era pequena, escutava muito dos meus pais: "amigos de verdade somente pai e mãe". De certa forma, esta é uma máxima verdadeira, pois eles estão ao nosso lado a todo o momento, aceitam nossos piores defeitos e de fato alegram-se com nossas conquistas não dando espaço para sentimentos negativos nesta relação.

Porém existem outras pessoas que tornam-se nossos amigos nesta caminhada que é a vida... recentemente li uma reportagem onde dizia que após os trinta anos fica mais difícil fazer amigos, isto em função da vida turbulenta que temos. Por um lado concordo com a mesma, mas por outro penso que não é bem assim... Lógico que com o tempo tornamo-nos mais seletivos, e não é com todas as pessoas que compartilhamos nossas histórias, mas posso dizer que tive a grata surpresa de encontrar boas amigas após os trinta, pessoas que gosto de estar perto mesmo não tendo a frequencia do contato.

A gestação também tem ajudado a avaliar alguns vínculos... sempre fui do tipo de amiga que esta ao lado para o que fosse necessário, mas com o passar do tempo e da experiência percebi que a reciproca nem sempre era verdadeira e com isto passei a reavaliar alguns contatos.  De fato amigo não é aquele que passa a mão na sua cabeça para tudo, mas também não é aquele que faz questão o tempo todo de lembrar quais são seus defeitos, amigo não é aquele que fala somente o que deseja ouvir, mas também não é aquele que não cuida do que fala e que por te conhecer tão bem pode te magoar ao dizer alguma coisa, amigo não é aquele que esta sempre ao teu lado, mas faz questão de estar nos momentos mais importantes da tua vida e quando se reencontram faz parecer que a última vez em que se falaram foi ontem, sem muitas reservas  tendo somente o carinho e a saudade como companheiras neste processo.

Como disse, estou reavaliando algumas relações em minha vida... até porque aos 34 anos, não quero mais ser obrigada a conviver com quem não simpatiza com meu jeito de ser, com quem julga minhas atitudes ou até baseiam-se em fatos que hoje não condizem mais com meu estilo de vida, afinal de contas evoluímos nesta vida e àqueles que não querem fazer parte dela, só posso lamentar afinal alguns são vínculos de anos, mas também não posso permitir que continuem a me magoar e àqueles que queiram fazer parte da minha vida, mesmo com os defeitos que tenho, serão muito bem vindos e amados... pois a amizade é isto zelar pelo outro, cuidar e bem querer.... se algum sentimento contrário a isto surgir acho que vale a pena pensar neste vínculo e avaliar se de fato ele tem feito bem para o seu coração....


Bjs no coração e até breve